Please use this identifier to cite or link to this item: http://ridi.ibict.br/handle/123456789/1198
metadata.dc.type: Dissertação
Title: A biblioteca jurídica de órgãos públicos do Rio de Janeiro e o cidadão: percepção do bibliotecário sobre o acesso público à informação jurídica
metadata.dc.creator: Corrêa, José Gustavo Moura
metadata.dc.contributor.advisor1: Oliveira, Gilda Olinto de
metadata.dc.contributor.referee1: Marques, Luana Farias Sales
metadata.dc.contributor.referee2: Barros, Lucivaldo Vasconcelos
metadata.dc.description.resumo: Analisa a percepção dos bibliotecários jurídicos de órgãos públicos do estado do Rio de Janeiro sobre o acesso à informação jurídica por parte dos cidadãos fluminenses. Tem por objetivo geral analisar se esses bibliotecários se veem como servidores que devem prestar serviços a cidadãos em geral ou apenas ao público interno de suas instituições. Tem por objetivos específicos analisar a percepção desses bibliotecários sobre o uso de suas bibliotecas, a identificação de quem os entrevistados entendem como usuários, a existência de ações de aproximação da biblioteca jurídica junto ao público não especializado e identificar se os bibliotecários jurídicos entendem a informação jurídica como um tipo de informação de interesse da população em geral. Traz a literatura que aborda a informação jurídica como uma informação majoritariamente pública e de interesse social, além de fazer um percurso histórico sobre o direito à informação no Brasil e no mundo. Apresenta, também, as seis bibliotecas jurídicas da esfera estadual do Rio de Janeiro selecionadas para o estudo, mostrando algumas características regimentais e de funcionando dessas instituições. Para embasar os temas a serem tratados nas entrevistas, traça um perfil do bibliotecário jurídico brasileiro, destacando características e aspectos de sua formação profissional valorizados pela literatura. Metodologicamente, além da pesquisa bibliográfica e documental, realiza a coleta de dados através de entrevistas semiestruturadas com oito bibliotecários jurídicos. A seleção dos entrevistados buscou garantir a representatividade das bibliotecas e dos cargos ocupados. As perguntas formuladas nas entrevistas abordam seguintes temas: percepção do uso e do usuário da biblioteca, disponibilidade da equipe, importância dada à informação jurídica, percepção da informação jurídica enquanto informação pública, atuação das bibliotecas e bibliotecários na promoção do uso da biblioteca pelo cidadão, a formação do bibliotecário e alguns aspectos do seu contexto sociocultural. A análise das entrevistas foi realizada pergunta a pergunta, propiciando a elaboração de um quadro sistemático dos resultados obtidos. As falas dos entrevistados indicam que estes enxergam os cidadãos enquanto usuários legítimos, mas que a prioridade do atendimento é do usuário especializado. Mostram também as entrevistas que as bibliotecas e bibliotecários sofrem com problemas de falta de espaço físico e de recursos humanos, falta de presença online e escassez de atividades que fomentem interesse do público não especializado na informação jurídica. Os depoimentos mostram ainda que, em sua maioria, os entrevistados acreditam que os cidadãos não têm interesse em ter acesso à informação jurídica ou, quanto o têm, é com viés utilitário. Outro aspecto revelado nesta pesquisa é que os entrevistados e suas instituições, em geral, não promovem treinamentos para fomentar a competência em informação jurídica na população em geral.
Abstract: Analyzes the perception of law librarians of public bodies in the state of Rio de Janeiro on access to legal information by citizens of the state. It aims to analyze whether the law librarians see themselves as public agents who should provide services to citizens in general or only to the internal public of their institutions. Its specific objectives are to assess how law librarians perceive the use of their libraries, who they understand as users, the existence of actions by these law libraries to bring them closer to the nonspecialized public and identify whether the law librarians understand legal information as a type of information of interest to the general public. It conceptualizes legal information as mostly public information of social interest, in addition to making a historical journey on the right to information in Brazil and in the world. It also presents the six law libraries in the state sphere of Rio de Janeiro selected for the study, showing some regimental and functioning characteristics of these institutions. It draws a profile of the Brazilian law librarian, showing their most striking characteristics, addressing aspects of their educational background and sociodemographic characteristics. Methodologically, in addition to bibliographical and documental research, it performs data collection through semi-structured interviews with eight law librarians representing the six selected libraries. The selection of respondents tried to ensure the representativeness of the six libraries included in the study, as well as the positions held by the librarians. The analysis of the interviews was carried out question by question, making it possible to generate a systematic framework with a summary of results obtained. The interview approached the following themes: law librarians’ perception of use and users of their libraries; the availability of their work teams; the importance given to legal information by the interviewees; the work of law libraries and librarians in the promotion of citizens' access to legal information; the educational background of law librarians and personal data and social context of them. Data analyses indicate that librarians see citizens as legitimate users, but that their primary duty is to serve internal and specialized public. It points out that public law libraries in the State of Rio de Janeiro suffer from lack of physical space and human resources, lack of online presence and scarcity of activities to promote the interest of the non-specialized public in legal information. It also shows that most respondents believe that citizens are not interested in having access to legal information or, that they have only a utilitarian interest in the subject. Respondents and their institutions, in general, do not develop actions to promote literacy in legal information among the general population.
Keywords: Informação jurídica
Bibliotecário jurídico
Biblioteca jurídica
Acesso à informação
Rio de Janeiro (Estado)
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::CIENCIA DA INFORMACAO::BIBLIOTECONOMIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Rio de Janeiro
metadata.dc.publisher.initials: UFRJ
metadata.dc.publisher.department: Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: http://ridi.ibict.br/handle/123456789/1198
Issue Date: Sep-2021
Appears in Collections:Teses e Dissertações do PPGCI IBICT-UFRJ

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
PPGCI_IBICT_UFRJ_Dissertacao_CorreaJoseGustavo_2021.pdf938,58 kBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright