Please use this identifier to cite or link to this item: http://ridi.ibict.br/handle/123456789/157
metadata.dc.type: Artigo
Title: Falência é fracasso? O caso da Associação dos Produtores Alternativos de Ouro Preto do Oeste, Rondônia, Brasil
Other Titles: Is bankruptcy failure? The case of the Associação dos Produtores Alternativos de Ouro Preto do Oeste, State of Rondônia, Brazil
metadata.dc.creator: Kohler, Florent
Issberner, Liz-Rejane
Léna, Philippe
Marchand, Guillaume
Abstract: O artigo examina a falência da Associação dos Produtores Alternativos (APA) de Ouro Preto do Oeste, em Rondônia, buscando identificar elementos estruturantes e explicativos das relações entre atores locais e evidenciando seus próprios quadros interpretativos. A partir de um breve histórico da implantação do Projeto Integrado de Colonização (PIC) Ouro Preto do Oeste, são destacadas a origem social dos colonos, sua cultura política e o tipo de capital social construído nos assentamentos. Por outro lado, apresenta-se a lógica das instituições envolvidas no desenvolvimento desse projeto. As relações entre os diversos atores institucionais são apresentadas como uma rede multiconectada, unindo os níveis local, regional, nacional e internacional. A análise mostra o descompasso entre a visão econômica das instituições de apoio, voltadas para a produção, e as aspirações dos produtores da APA. Ao final, concluímos que a falência pode estar associada a dois fatores interligados: a 'desconfiança' dos produtores da APA em relação aos órgãos de apoio à agricultura familiar (Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira, Agência de Defesa Sanitária Agrosilvopastoril do Estado de Rondônia, Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural) e a ausência dos governos estadual e municipal no grupo de atores do sistema de redes multiconectadas, no qual poderiam ter desempenhado um papel de mediadores entre aquelas diferentes aspirações. Finalmente, a questão colocada relativiza a noção de 'fracasso' associada à falência.
[en]The paper studies the bankruptcy of the Alternative Producers Association (APA) in Ouro Preto do Oeste, State of Rondônia, Brazil, by identifying the relations between the territory actors and analyzing their own interpretive frame. After a brief history of the Integrated Colonization Project (PIC) in Ouro Preto do Oeste, we describe the social origin of the settlers, their political culture and social capital as well as the logic of the institutions engaged in the projects' management. The relations between the different institutional actors are presented as a connection of multilevel social-ecological systems (local, regional, national and international). The paper intends to show the discrepancy between the mere economic logic of the supporting institutions and the APA producers' aspirations. Our conclusion is that the bankruptcy may have been caused by two interconnected factors: the lack of trust of APA's farmers towards agricultural support agencies (Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira, Agência de Defesa Sanitária Agrosilvopastoril do Estado de Rondônia, Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural) and the failure of the State and the Municipality to act in the multi-level network above mentioned, which could have been a mediator amongst the different aspirations. Finally, our paper discusses the notion of 'failure' associated to bankruptcy.
Keywords: Sindicalismo agrário
Cooperativa
Capital social
Redes sociais
Inovações produtivas
Rondônia
Publisher: Museu Paranaense Emílio Goeldi
Citation: Boletim do Museu Paraense Emílio Goeldi. Ciências Humanas, v.6,n.2, maio/ago. 2011
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: http://ridi.ibict.br/handle/123456789/157
Issue Date: 2011
Appears in Collections:Artigos em Revistas publicadas no Brasil

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
LizMuseu2011.pdf407,51 kBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.