Please use this identifier to cite or link to this item: http://ridi.ibict.br/handle/123456789/1008
metadata.dc.type: Tese
Title: O fenômeno informacional indígena na contemporaneidade
metadata.dc.creator: Mello, Rodrigo Piquet Saboia de
metadata.dc.contributor.advisor1: Pimenta, Ricardo Medeiros
metadata.dc.contributor.referee1: Pinheiro, Lena Vania Ribeiro
metadata.dc.contributor.referee2: Souza, Rosali Fernandez de
metadata.dc.contributor.referee3: Prado, Geraldo Moreira
metadata.dc.contributor.referee4: Fernandes, Geni Chaves
metadata.dc.description.resumo: O tema desta pesquisa é a informação produzida sobre e pelos povos indígenas. Esta tese de doutoramento realiza um estudo acerca do intitulado fenômeno informacional indígena, conceito novo criado neste percurso acadêmico. Percorrendo o contexto histórico de enfrentamentos que passaram os povos indígenas na história até se chegar à memória e aos saberes sujeitados, o trabalho produz uma investigação de como indígenas, antes alijados dos centros hegemônicos informacionais, emergiram e começaram a reinventar práticas, tecnologias e processos de documentação. Foi possível vislumbrar as sendas percorridas pela documentação de natureza etnológica: em um primeiro momento, foi produzida uma série de documentos pelo Estado brasileiro com o objetivo de controlar e vigiar áreas em que habitavam os povos indígenas; já em um segundo momento, os povos indígenas adquirem uma autonomização informacional, por meio da constituição de seus próprios centros de documentação. Cabe também lembrar a importância que foi a constituição das assembleias indígenas ainda durante a Ditadura Militar brasileira e o movimento de reivindicação e emancipação dos povos indígenas, capitaneada pelo indígena Xavánte Mário Juruna. Neste ínterim, são postos em execução os projetos de documentação da UNESCO, numa teia de negociação que envolve atores como o terceiro setor, universidades, organismos internacionais, o Estado brasileiro e os próprios povos indígenas. A informação, neste panorama, é reapropriada pelos povos indígenas que a transforma em um instrumento de luta por melhores condições de vida, como a garantia das terras indígenas. Por fim, é possível afirmar que o fenômeno informacional indígena é uma emergência única no contexto histórico presente e que o manejar das novas tecnologias de informação e comunicação, o fomento aos centros de documentação indígena e uma maior democratização dos repositórios indigenistas sob o domínio do Estado brasileiro representam um caminho positivo pela reafirmação étnica de povos indígenas, assim como pelo avançar democrático da sociedade brasileira.
Abstract: The theme of this research is the information produced about and by indigenous peoples themselves. This doctoral thesis conducts a study about the entitled indigenous information phenomenon, a new concept created in this academic course. Through the historical context of the confrontations that the indigenous peoples experienced in history until the memory and the subject knowledge were reached, the present work produces an investigation of how natives, previously left behind of the hegemonic information centers, emerged and began to reinvent practices, technologies and processes of documentation. It was possible to glimpse the route covered by documentation of ethnological nature: at first, a series of documents was produced by the Brazilian State with the objective of controlling and monitoring areas where indigenous peoples lived; already in a second moment, the indigenous peoples acquire an informational autonomy, by means of the constitution of its own centers of documentation. It is also important to remember the importance of the constitution of indigenous assemblies during the Brazilian Military Dictatorship and the movement for the claim and emancipation of indigenous peoples, headed by indigenous Xavánte Mário Juruna. In the meantime, UNESCO's documentation projects are being implemented in a web of negotiation involving actors such as the third sector, universities, international organizations, the Brazilian State and the indigenous peoples themselves. The information in this scenario is reappropriated by the indigenous peoples, who transform it into an instrument of struggle for better living conditions, such as the guarantee of indigenous lands. Finally, it is possible to affirm that the indigenous information phenomenon is a unique emergency in the present historical context and that the management of the new information and communication technologies, the promotion of indigenous documentation centers and a greater democratization of the indigenous repositories under the Brazilian State represent a positive path for the ethnic reassertion of indigenous peoples, as well as for the democratic advancement of Brazilian society.
Keywords: Ciência da informação
Documentação
Política indigenista
Information Science
Documentation
Indigenist policy
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::CIENCIA DA INFORMACAO
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia/Universidade Federal do Rio de Janeiro
metadata.dc.publisher.initials: IBICT/UFRJ
metadata.dc.publisher.department: Escola de Comunicação
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: http://ridi.ibict.br/handle/123456789/1008
Issue Date: 1-Mar-2019
Appears in Collections:Teses e Dissertações do PPGCI IBICT-UFRJ

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TESE IBICT - Rodrigo Piquet Saboia de Mello - VERSÃO FINAL (08.04.2019).pdf4,87 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons