Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://ridi.ibict.br/handle/123456789/316
Tipo: Trabalho apresentado em evento
Título: Política de inclusão digital em Quissamã/RJ
Título(s) alternativo(s): Policy for inclusion in Quissamã / RJ
Autor(es): Pereira, Patrícia Mallmann Souto
Freire, Isa Maria
Souza, Rosali Fernandez de
Abstract: O objetivo deste estudo foi analisar a política de inclusão digital do município de Quissamã/RJ. A análise englobou diferentes dimensões, desde o acesso à internet ao uso de informações, e foi feita a partir de uma concepção teórica elaborada com base na literatura, na qual inclusão digital é vista como composta por quatro níveis. Foram coletadas informações sobre o município, sobre sua política de inclusão digital e sobre os usuários dos projetos; e a abordagem metodológica Sense-Making foi adotada para avaliar questões relacionadas a necessidade, busca e uso de informação. É considerado que para uma pessoa ser considerada incluída digital deve ser capaz não apenas de usar a internet como ferramenta tecnológica, mas, também, de usar informação obtida de modo a satisfazer suas necessidades de informação. Como resultado, observou-se que essa política de inclusão digital está focada para o acesso à internet (conectividade), e que consegue suprir isso, apesar de condições adversas presentes no município. Quissamã também tem investido em educação básica, o que surte efeito na inclusão digital. Através da aplicação de questionários em cinco usuários dos projetos de inclusão digital e dois não-usuários, percebeu-se que todos conseguiram usar informação para resolver suas necessidades, que eram básicas, sendo que dois usuários necessitaram de auxílio. A busca de informação foi realizada através de mecanismos de busca e foram identificadas algumas barreiras. Por fim, considerou-se que a abordagem metodologia Sense-Making é adequada para o estudo da inclusão digital, no nível do indivíduo.
[en] The aim of this study was to examine the digital inclusion policy in the city of Quissamã/RJ. The analysis encompassed different dimensions of digital inclusion, such as Internet access and use of information. It was based on a theoretical concept, in which digital inclusion is seen as consisting of four levels. Municipal level data were collected about policy on digital inclusion and the users of this policy. Sense-Making approach was used to assess issues related to need, search and use information. It is considered that a person is digitally included he/she must be able to use not only the Internet as a technological tool, but also to use information obtained to meet their information needs. It was observed that the policy of digital inclusion in Quissamã is focused on Internet access (connectivity), supplying it appropriately. Quissamã has also invested in basic education, which affects digital inclusion. Through the use of questionnaires in five users of the digital inclusion projects and two nonusers, it was found that all of them could use information to solve their needs, which were basic. However, two individuals needed assistance. The search for information was conducted through search engines and identified some barriers. It was considered that the approach Sense-Making methodology is appropriate for the study of digital inclusion, at the individual level.
Palavras-chave: Inclusão digital
Telecentros comunitários
Política de inclusão digital
Necessidade de informação
Uso de Informação
Busca de Informação
Sense-making
Editor: UFPb
Citação: In: Encontro Nacional de Pesquisa em Ciência da Informação, 10.: 2009 : João Pessoa, Anais do X ENANCIB. João Pessoa : UFPb, 2009.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://hdl.handle.net/123456789/316
Data do documento: 2009
Aparece nas coleções:Trabalhos apresentados em Congresso no Brasil

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
RosaliEnancib2009.pdf250,09 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.