Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://ridi.ibict.br/handle/123456789/761
Tipo: Dissertação
Título: Processos conceptuais, WikiLeaks e informação
Título(s) alternativo(s): Conceptual Metaphors, Wikileaks and information
Autor(es): Lima, Alberto Cirilo Paz de
Primeiro orientador: Mollica, Maria Cecilia de Magalhães
Membro da banca: Albagli, Sarita
Membro da banca: Leal, Marisa
Membro da banca: Barbosa, Maria de Fátima
Resumo: Metáfora era entendida apenas como uma espécie de ornamento, utilizada no âmbito da Poética e da Retórica, e não recomendada para o discurso científico. A partir dos anos 1970, consolidou-se como um sistema de categorização mental extenso, automático, em boa parte inconsciente, utilizado no dia a dia e também nas relações internacionais. Após o surgimento do WikiLeaks, um site dedicado à publicação de documentos vazados por fontes dentro de empresas ou governos, criado pelo hacker australiano Julian Assange, termos como terrorista, ciberativista, paranoico e ciberguerrilheiro foram usados para descrever Assange, assim como organização terrorista, ao WikiLeaks, o que serve aos propósitos de quem não quer que mais vazamentos ocorram e mais documentos sejam revelados, ao ligar à sua pessoa a imagem de um combatente inimigo, de um subversivo, e até mesmo de um alvo a ser eliminado. Mas o WikiLeaks pode se beneficiar dessa imagem, pois faria de si um lugar de contestação por excelência: qualquer pessoa que tenha interesse em vazar documentos sigilosos comprometedores saberia a quem recorrer. Dentro dessa perspectiva, pretende-se investigar o enquadramento sugerido a partir de discursos relacionados a Julian Assange e ao WikiLeaks
Abstract: Metaphor was understood just as a kind of ornament used in the Poetics and Rhetoric, and not recommended for scientific discourse. From the year 1970, established itself as an extensive system of mental categorization, automatic, largely unconscious, used in everyday life and also in international relations. After the rise of Wikileaks, a site dedicated to publishing documents leaked by sources within companies or governments, created by the australian hacker Julian Assange, terms such as terrorism, cyberactivists and paranoid have been used to describe Assange, as well as terrorist organization, to WikiLeaks, which serves the purposes of those who do not want leaks to occur and more documents to be revealed, connecting his image to that of an enemy combatant, a subversive, and even a target for killing. But Wikileaks can benefit from this image, it should make it a place of ultimate challenge: anyone who has an interest in leaking classified documents knows where to turn. Within this perspective, we intend to investigate the frames that are related to Julian Assange and the WikiLeaks
Palavras-chave: Conceptual Metaphor
Frames
WikiLeaks
Diplomacy
Internet
Social network
Metáfora conceptual WikiLeaks Diplomacia Internet Redes sociais
CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::CIENCIA DA INFORMACAO
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal do Rio de Janeiro / Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia
Sigla da instituição: UFRJ/ECO - IBICT
Departamento: Ciência da Informação
Programa: Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação
Citação: LIMA, Alberto Cirilo Paz de. Conceptual Metaphors, Wikileaks and information. 2012. 113 f. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação) - Universidade Federal do Rio de Janeiro / Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia, Rio de Janeiro, 2012.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://ridi.ibict.br/handle/123456789/761
Data do documento: 14-Fev-2012
Aparece nas coleções:Teses e Dissertações do PPGCI IBICT-UFRJ

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
lima2012.pdf936,14 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.