Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://ridi.ibict.br/handle/123456789/667
Tipo: Tese
Título: Uma filosofia da Ciência da Informação: organização dos saberes, linguagem e transgramáticas
Autor(es): Saldanha, Gustavo Silva
Primeiro orientador: González de Gómez, Maria Nélida
Membro da banca: Pinheiro, Lena Vânia Ribeiro
Membro da banca: Souza, Rosali Fernandez de
Membro da banca: Moura, Maria Aparecida
Membro da banca: Mostafa, Solange Puntel
Resumo: Esta pesquisa, contextualizada nas discussões contemporâneas da epistemologia da Ciência da Informação, realiza um estudo filosófico do campo, compreendido em seu desenvolvimento histórico como Organização dos Saberes, a partir de uma reflexão conceitual demarcada pelos elementos teórico-metodológicos oriundos da Retórica e da Filologia. Como método, adotamos a Apresentação Panorâmica , modelo de exercício filosófico retirado da Filosofia da Linguagem, mais especificamente, da segunda fase do pensamento de Ludwig Wittgenstein. Tomando a linguagem como elemento comum de análise destes domínios do conhecimento, a pesquisa se propôs demonstrar que a Organização dos Saberes, tanto pela sua caracterização histórica remota, como pela sua construção científica no mundo moderno a partir do século XIX e, ainda, pelas suas tendências contemporâneas, pode ser reconhecida como uma ciência da linguagem, tendo a noção de gramática como conceito estrutural. A partir desta apreensão, pode-se perceber que a Organização dos Saberes como campo de estudo que envolve, no tempo, os discursos denominados neodocumentação , ciência da informação , documentação , biblioteconomia , bibliologia , e atua em seu cotidiano de produção científica com a elaboração de micro-gramáticas meta-discursivas, voltadas para a ordenação de uma linguagem dentro de um contexto comunicacional. Estas micro-gramáticas nos levam à elaboração da noção transgramáticas. As transgramáticas dizem respeito aos discursos fundados em um ponto central dentro da vivência de uma língua para sua superfície estrangeira, otimizando a comensurabilidade interna e potencializando a comensurabilidade com o mundo exterior. Pelo prefixo latino trans, que vem significar através , movimento para além de , buscamos construir a noção de uma teia de regras que procuram, a partir de um vocabulário específico, emancipar uma dada linguagem e construir elos entre ela e as demais linguagens com as quais se comunica. Por sua vez, a noção de gramática é aqui tomada em três sentidos: descritivo, prescritivo e construtivo. Enquanto prescritiva, ela o é através de regras não dogmáticas, tomadas como acordos pragmáticos. Enquanto descritiva, ela se dá segundo a verificação de semelhanças de família que permitem apresentar as relações aproximadas de significado das ações. Enquanto criativa, ela atua como sistema aberto e é produtora dos conceitos que estabelecem e movem o mundo dos homens. A possibilidade de compreensão do campo a partir da linguagem nos permite a interpretação de uma Ciência da Informação reconhecida sob o viés de um enfoque simbólico, que nos permite uma outra compreensão da ideia de materialidade nos estudos do campo, ponto de inflexão dos estudos neodocumentalistas. Tanto as noções documento como informação são, neste sentido, reconceituadas segundo uma abordagem que se sustenta pela construção simbólica da realidade, onde as determinações do sentido estão atreladas à ação intersubjetiva dos indivíduos. Como resultado da pesquisa, atentamos para a necessidade de fomento dos estudos filosóficos e da apropriação de conceitos que podem facilitar a visualização de nossas práticas; a experimentação e a combinação de conceitos visando uma maior elucidação de nosso problemas; as possibilidades abertas pelos métodos típicos das Humanidades e não apenas aqueles das ciências exatas e das ciências sociais aplicada para a compreensão dos dilemas filosóficos da Organização dos Saberes
Abstract: This research, contextualized in contemporary discussions of epistemology of Information Science, conducts a philosophical study of the field, understood in its historical development as the Organization of Knowledge, from a conceptual reflection marked by elements from the theoretical and methodological rhetoric and philology. As a method, we adopted the "Presentation Overview" model of philosophical exercise taken from philosophy of language, more specifically, the second phase of the Ludwig Wittgenstein`s thought. Taking language as a common element, analysis of these domains of knowledge, the study intended to demonstrate that the Organization of Knowledge, both for its historical characterization remote, as its scientific construction in the modern world from the nineteenth century, and also by their contemporary trends can be recognized as a science of language, and the notion of "grammar" as a structural concept. From this understanding, we can see that the Organization of Knowledge as a field of study that involves, in time, the speeches called "neo documentation", "information science", "documentation", "library", "bibliology" and acts in their daily scientific production with the development of micro-meta-discursive micro-grammar, aimed at the ordination of a language within a communicative context. These microgrammar lead to the development of the concept transgrammars. The transgrammars relate to speeches based on a central point within the experience of a foreign language to its surface, optimizing and leveraging internal commensurability with the outside world. For the Latin prefix trans, which comes to mean "through", "moving beyond", seek to build the notion of a web of rules which seek, from a specific vocabulary, emancipate a given language and build links between it and the other languages in which it communicates. In turn, the notion of grammar is here taken in three senses: descriptive, prescriptive and constructive. While prescriptive, it is by no dogmatic rules, taken as a pragmatic agreements. As descriptive, it occurs when checked family resemblances that allow checking approximate meaning of actions. As creative, it acts as an open system and it is a producer of concepts that set and move the world of men. The possibility of understanding the field from the language allows us to interpret an Information Science recognized under the bias of a symbolic approach, which allows us to another understanding of the idea of materiality in the field studies, the inflection point of the studies neo documentalists. Both notions "document" as "information" is in this sense recognized a second approach which relies on the symbolic construction of reality, where the determinations of meaning are linked to the inter action of individuals. As a result of the research, we look at the need for promotion of philosophical studies and appropriation of concepts that can facilitate the visualization of our practice, experimentation and a combination of concepts aimed at further elucidation of our problems, the opportunities offered by typical methods of Humanities - and not just those of the exact sciences and social sciences applied to understand the philosophical dilemmas of the Organization of Knowledge
Palavras-chave: Philosophy of Information Science
Rhetoric
Philology
Language
Transgrammar
Filosofia da Ciência da Informação
Retórica
Filologia
Linguagem
Transgramática
CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::CIENCIA DA INFORMACAO
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal do Rio de Janeiro / Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia
Sigla da instituição: UFRJ/ECO - IBICT
Departamento: Ciência da Informação
Programa: Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação
Citação: SALDANHA, Gustavo Silva. Uma filosofia da Ciência da Informação: organização dos saberes, linguagem e transgramáticas. 2012. 438 f. Tese (Doutorado em Ciência da Informação) - Universidade Federal do Rio de Janeiro / Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia, Rio de Janeiro, 2012.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://ridi.ibict.br/handle/123456789/667
Data do documento: 10-Ago-2012
Aparece nas coleções:Teses e Dissertações do PPGCI IBICT-UFRJ

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
saldanha2012.pdf4,57 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.